Pressione ESC para fechar

Ciência

Buracos Negros à Luz de Sete Princípios

João Porto 0 185

Em cada galáxia reside um Buraco Negro representando, segundo as concepções mais recentes, centros de energia titânica, na base da qual estão os Glóbulos de Fermi, que na nossa opinião constituem quais nodos inter-sinápticos por onde flui a informação depois de ser retida. É assim que Stephen Hawking, Maldacena, Lee Smolin e tantos outros chegam á conclusão de que a informação não se perde nos Buracos Negros.

Continue lendo

Das Origens do Karma

João Porto 0 381

Para Pitágoras o princípio de todas as coisas está no número e o universo poderia ser descrito por números sendo a própria alma um número. O número, sendo a essência de todas as coisas materiais e subtis, deixa de ser uma abstracção quantitativa para ser um meio relacional, através do qual tudo se define, tal como faz o spin.

Continue lendo

O Sudário de Maria. Em Busca do Rosto da Mãe de Jesus

Átila Soares 0 579

Não encontrada, até os dias atuais, nenhuma referência mais detalhada, textual ou artística, sobre como seriam os rostos de Jesus ou de sua família – os personagens mais celebrados da Civilização Ocidental -, cabe à nossa geração, valendo-se de ferramentas contemporâneas, lidar com os escassos fragmentos sobre possíveis evidências que nos restam… e com muita fé na alma. Assim, é importante salientar que este experimento que propus, um exercício de especulação, toma em consideração a hipotética legitimidade do Sudário enquanto relíquia cristã, assim como do próprio Catecismo e Teologia de Roma. Também se deixa claro que a Igreja nunca declarou oficialmente a chancela divina do Santo Sudário, apenas considerando-o como uma peça de grande importância enquanto promovedora de profundas manifestações de fé por parte de seus seguidores.

Continue lendo

Nikola Tesla. Visionário na eletrotécnica (Parte I)

Attila Barta 0 366

Nasceu à meia-noite de 10 para 11 de Julho de 1856 na vila de Smiljan, na actual Croácia, então integrada no Império Austro-Húngaro.

Tesla apreciava e respeitava muito os seus pais, especialmente o seu pai Milutin, que se havia formado no exército, bem como seus antecessores, embora trocasse a espingarda pela toga. Como todos os sacerdotes da época, tinha um nível cultural muito alto, e uma biblioteca extensa. Tinha uma memória excepcional e muitas vezes recitava de memória longos textos em várias línguas. Dizia, como piada, que poderia reconstruir os clássicos antigos se as suas obras se perdessem. Ensinou ao seu filho várias habilidades úteis para a vida, como adivinhar os pensamentos dos outros, repetir longas frases ou fazer cálculos mentalmente. Eram exercícios diários para reforçar a memória, o discernimento e também desenvolver a imaginação. Por outro lado, Tesla atribuía o seu dom como inventor à sua mãe Duka, uma dona de casa analfabeta, mas com a vocação e ascendência de inventora.

Continue lendo

A Surpreendente Inteligência dos Golfinhos

Isabel Pérez Arellano 0 268

Os golfinhos são animais que sempre cativaram a nossa imaginação pela beleza dos saltos e danças que executam, e porque demonstram um carácter afável entre eles e uma inclinação natural para se dar com o ser humano, acompanhando muitas vezes os barcos, ou permitindo-se ser treinados na realização de acrobacias. A sua figura entrelaçou-se com muitas das nossas lendas, em que são descritos ajudando marinheiros e náufragos, e por isso no nosso imaginário são considerados animais amigos.

Continue lendo

O que me Disseram as Estrelas

João Porto 0 414

Em termos cosmológicos o espaço “vazio” é a realidade suprema e as estrelas serão as partículas que revelam a potência nele pré-existente. Chegam-nos das profundezas do Universo, ondas de Tempo reveladas pelas estrelas e trazidas pelo espaço. Todas as vezes quando levantamos o nosso olhar para o fundo estelar do céu nocturno, aquilo que se vê não é aquilo que é, mas aquilo que foi.

Continue lendo

Astrosofia, a Astronomia Ancestral

João Porto 0 475

Astrosofia, literalmente sabedoria dos astros, acredita-se ser a mais antiga ciência conhecida sobre o nosso planeta. Faz parte integrante dos primórdios da cultura humana colocando a consciência como “objecto” matricial transversal a todo o Universo e integrando o ser humano e o ambiente numa dinâmica relacional estreita.

Continue lendo

Uma reflexão sobre Mahat a Inteligência Manifestada e a IA

João Porto 1 472

e quisermos reflectir sobre a inteligência temos que recuar às origens dos Cosmos ou dos Universos múltiplos, socorrendo-nos da tradição mais antiga desta humanidade, os Vedas, em que cada qual tem uma relação de efeito com o que o precedeu, e de causa com o que lhe sucede (dignamente representada no mais recente modelo de Cosmologia Cíclica Conformal (CCC) de Roger Penrose), e cujas existências, por necessidade imperativa de uma simetria universal, resultaram de um “acto” da Inteligência/Consciência designado por nós como Hiper Campo Quântico do Espaço Infinito, ou o Lambda (ꓥ) da Constante Universal de Albert Einstein, o “AQUILO”. O Absoluto Ser e Não-Ser de Hegel ou o Arik-Anpin ou o Ain-Soph dos cabalistas, a vacuidade ou o Zunyata sânscrito.

Continue lendo

Uma ideia Septenária de Mundo

João Porto 0 557

A Teoria Quântica dos Campos afirma que todos os ingredientes elementares que constituem a natureza, o mundo ou o universo, mais não são do que ondas vibratórias que se estendem no espaço, envolvendo tudo e, que ao interferirmos com essa onda provocamos o seu colapso pontual, gerando o fenómeno existencial da partícula. Daí que a natureza nos brinda com o constante e permanente fenómeno dualista onda-partícula. Imagem: O mundo. Flickr

Continue lendo

Aristóteles

Manuel Stelzl 0 471

Durante dois mil anos valia tudo aquilo que Aristóteles (384-322 a.C.) afirmou como dogma incontestável – escreve o autor italiano Luciano de Crescenzo. Mesmo que isto não seja totalmente correcto é difícil desvalorizar o significado científico de Aristóteles. Ainda no início da idade moderna cada tentativa séria de obter um progresso científico tinha de começar com um ataque às doutrinas individuais de Aristóteles. Imagem: Aristóteles, Ceuta (Espanha). Creative Commons

Continue lendo

Sobre o Tempo

João Porto 0 580

Falar sobre o Tempo é difícil, pois como diria Irwin Schrodinger, a “ linguagem vulgar é prejudicial porque está por completo imbuída da noção de tempo – não podemos empregar um verbo (verbum, “a palavra”; em alemão: Zeitwort) sem o usarmos num ou noutro tempo verbal”. Imagem: Eduardo de Sousa Beltrame. Creative Commons

Continue lendo

História Oculta da Espécie Humana

José Carlos Fernández 0 1101

Este livro é, na verdade, a versão resumida de “Arqueologia Proibida”, de Michael A. Cremo e Richard L. Thompson, de quase mil páginas. Este último, editado em 1993, é talvez, e o futuro o dirá, um dos livros mais importantes do século XX, pelo menos no que diz respeito à revisão histórica, e usando a palavra “revisão” no melhor sentido, ou seja, o da revisão necessária do que foi manipulado, adulterado, intencionalmente ocultado, etc.

Continue lendo

Poderá a Via Láctea ser uma fonte de energia?

Michèle Morize 0 393

Um satélite europeu descobriu duas estruturas cilíndricas que emanam um gás muito quente vindo do centro da galáxia.
Duas chaminés enormes de 500 anos-luz de altura elevam-se de um lado e do outro da nossa galáxia. Descarregam para o espaço a intensa energia de um gás muito quente libertado pelo buraco negro supermassivo situado no centro da Via Láctea.

Continue lendo

Coronavírus COVID-19 e os Ciclos Matemáticos da História

José Morales 0 1125

A pandemia produzida pelo coronavírus COVID-19, que já abrange praticamente todo o mundo, terá efeitos sanitários, económicos e políticos difíceis de prever. A nossa sociedade, habituada ao curto prazo, demonstrou que não é capaz de se antecipar ou estar preparada para enfrentar situações de crise como a que vivemos. Mas há investigadores que dedicam o seu esforço científico para descobrir padrões de repetição em eventos violentos ou de desestabilização da sociedade, tentando fazer da investigação da História uma ciência que nos permita antecipar essas situações. É o caso de Peter Turchin, cientista russo-americano especializado na evolução cultural e cliodinâmica , uma nova disciplina de modelação matemática e análise estatística da dinâmica das sociedades históricas.

Continue lendo

A Outra Face de Isaac Newton: O Alquimista

João António Ramos Ferro 0 771

Newton não se preocupou somente em querer conhecer as leis do mundo externo. Ele também procurou conhecer as leis do seu mundo interno, não limitou o seu campo de saber apenas àquilo que imprime os sentidos físicos; assim sendo, ele foi o cientista pleno e a ele se poderia atribuir o título que foi atribuído a tantos que, tal como ele, exerceram este magistério de unir o Céu e a Terra, um Mago.

Continue lendo

Provas Científicas da Homeopatia

Jose Carlos Fernández 0 436

Quando Galileu através do primeiro telescópio, descobriu as crateras lunares, as órbitas de Vénus e os satélites de Júpiter, o mundo medieval entrou, de facto, em colapso. Nas suas ideias, o domínio eclesiástico e inquisitorial foi cedendo face às novas evidências. As sementes da verdade cresciam lenta, invariável e poderosamente nas consciências abertas de uma nova geração.

Continue lendo

Amanhecer e Ocaso do Homem Tecnológico

Jorge Angel Livraga 1 698

Que importância teve a técnica no devir da Humanidade? Nos nossos dias, estamos imbuídos num culto à técnica, de tal maneira que calibramos os graus e excelências das civilizações com base nas suas técnicas mais ou menos avançadas. Nem todos os povos deram a mesma importância à técnica e é um erro observar as diferentes civilizações do ponto de vista do desenvolvimento, somente neste aspeto.

Continue lendo

Mitos, ritos e símbolos – introdução à antropologia do sagrado

José Carlos Fernández 1 1297

A religião não foi um luxo dos que tinham o estômago cheio. A religião é o alfa e o ómega da condição humana. Existe desde o princípio da sua «humanização» (o autor previne-nos que não devemos confundir com «hominização», que é somente morfológica), e persiste durante e enquanto sejamos tais e tenhamos a capacidade de assombro face ao mistério, tal como menciona Aristóteles na sua Metafísica.

Continue lendo

A magia antiga na ciência moderna

Helena Blavatsky 1 846

A magia é negada e apelidada de superstição do ignorante filósofo antigo. No entanto, encontramos magia em cada papiro; magia em todas as fórmulas religiosas; magia engarrafada num frasco com milhares de anos e fechado hermeticamente; magia em trabalhos modernos e encadernados com elegância; magia nos contos mais populares; magia em encontros sociais; magia – pior do que isso, FEITIÇARIA – em todo o ar que se respira na Europa, América, Austrália: quanto mais civilizada uma nação, mais formidável e efectivo o eflúvio de magia inconsciente que esta emite e é armazenado na sua atmosfera circundante…

Continue lendo

A vida extraordinária das plantas

José Ramos 0 748

Conheça as descobertas científicas sobre a inteligência e comunicação no mundo vegetal. Para nós as árvores não têm olhos, ouvidos, coração, voz, nervos, pulmões, intestinos, sangue, cérebro, no entanto isso não é totalmente certo. As árvores são mais parecidas a nós do que pensamos, mas não do modo que poderíamos esperar.

Continue lendo