Para uma Nova Cortesia

Devemos recrear uma nova cortesia, inspirando-nos no melhor da tradição iniciática, que permitiu a milhares de gerações uma convivência realmente humana que levou a conhecer-se a si mesmos e a perceber os demais através de um prudente culto à verdade, à beleza e à confraternidade. Pois assim como os homens evitam a companhia dos animais ferozes e repugnantes, os deuses afastam-se dos humanos degradados e desagradáveis, agressivos e vulgares. Tal é a lei da natureza que promove uma seleção dos mais aptos.

Read more

Presente de Natal novo ou usado? Eis a escolha…

Para ti, amigo desconhecido, partilho este presente que foi mil e uma vezes usado e mil e uma vezes substituído, mas não te preocupes, o génio adormecido continua à tua espera, basta esfregares a lâmpada e o menino de ouro, que tanto quero ver renascer, aguarda para que te possa sussurrar ao ouvido: “Natal é quando tu quiseres!”.

Read more

A honestidade, verdadeira beleza

A falta de honestidade no ser humano é um problema não só individual, como também social. Uma pessoa honesta inspira confiança enquanto que o contrário gera insegurança, desconfiança e, inclusivamente, temor. As bases das relações humanas fundam-se na confiança mútua e quando esta falta, a sociedade desintegra-se porque sentimo-nos traídos.

Read more