Pressione ESC para fechar

Ocultismo

Carta à Tia Anica

Carlos Paiva Neves 1 716

A obra do escritor e poeta Fernando Pessoa é indiscutivelmente uma referência da literatura mundial, que tem motivado inúmeros investigadores a analisarem os conteúdos literários, assim como sobre a sua personalidade multifacetada, presente nos heterónimos Álvaro de Campos, Ricardo Reis, Alberto Caeiro e Bernardo Soares. Porém, não é vulgar encontrar nesses estudos sobre o poeta, mesmo nos trabalhos de crítica literária, a referência a uma carta de sua autoria, dirigida a sua tia Anica, escrita em Lisboa, no dia 24 de junho de 1916. Este documento da sua correspondência pessoal está publicado em «Escritos Íntimos, Cartas e Páginas Autobiográficas, Fernando Pessoa, Introduções, Organizações e Notas de António Quadros, Mem Martins: Publicações Europa-América, 1986, pág. 127», o qual constitui uma revelação do comportamento mediúnico narrado na primeira pessoa.

Continue lendo

O Rei Artur e o Aparecimento do Mito

Franco P. Soffietti 0 950

No século VIII a.C., o poeta Homero apareceu na Grécia cantando eventos que ocorreram pelo me-nos quatro séculos antes da sua época. A Guerra de Tróia na “Ilíada” e os sofrimentos de Ulisses na “Odisseia” lançaram as bases para a cultura helénica.
Os romanos consideravam a Grécia como a sua «mãe», então, este espírito helenístico deu suporte, em parte, ao Império Romano. Se continuarmos a avançar no tempo, a cultura «ocidental» atual de-riva diretamente de Roma e, embora englobe amplamente a Europa e a América, no atual período de globalização todo o planeta a partilha. Homero, inspirado pelas Musas, encontra-se nas bases mais profundas do momento humano atual.

Continue lendo

A magia antiga na ciência moderna

Helena Blavatsky 1 1559

A magia é negada e apelidada de superstição do ignorante filósofo antigo. No entanto, encontramos magia em cada papiro; magia em todas as fórmulas religiosas; magia engarrafada num frasco com milhares de anos e fechado hermeticamente; magia em trabalhos modernos e encadernados com elegância; magia nos contos mais populares; magia em encontros sociais; magia – pior do que isso, FEITIÇARIA – em todo o ar que se respira na Europa, América, Austrália: quanto mais civilizada uma nação, mais formidável e efectivo o eflúvio de magia inconsciente que esta emite e é armazenado na sua atmosfera circundante…

Continue lendo

H. P. Blavatsky e a procura espiritual de Elvis Presley

José Carlos Fernández 2 2484

O que é menos conhecido é que o Rei do Rock era um autêntico apaixonado pela sabedoria antiga, motivado pela procura profunda do segredo da vida. Uma busca, infelizmente, desordenada – inclusive caótica – e sem um guia seguro para percorrer o labirinto de autores e temas que esta oferece. (…) Resta-nos, como da flor o seu perfume, a beleza que não morre de muitas das suas canções, a sua ternura e sensibilidade, a sinceridade da sua voz, de um carisma que ninguém pode negar, o impacto e transformação que gerou na sua época, que o convertem de um modo ou de outro, num dos “mitos do século XX”.

Continue lendo

 O Kalachakra e a Doutrina Secreta de H.P. Blavatsky, uma nota sobre a origem da humanidade

Jose Carlos Fernández 0 1974

A evolução da vida humana na Terra entende-se em termos de uma “descida” de alguns destes seres celestiais, que esgotaram o seu karma positivo, que lhes proporcionava a causa e as condições para a sua pertença nos âmbitos superiores. Não houve um pecado original que provocara a queda, trata-se, simplesmente, da natureza da existência não permanente, da lei de causas e efeitos, que ocasiona a mudança de estados do ser, a sua “morte”.

Continue lendo

Simbolismo e Ideografia

Carmen Morales 1 865

A história religiosa e esotérica de todas as nações, encontrava-se embebida nos símbolos; nunca foi literalmente expressada em muitas palavras. Todos os pensamentos e emoções, toda a instrução e conhecimentos adquiridos pela Humanidade primitiva, tinham a sua expressão pictórica (ideografia) na alegoria e na parábola.

Continue lendo