Pressione ESC para fechar

Mut

Divindades Egípcias: Mut, a Deusa do Mistério

Jordania Santos 0 1236

Na tríade tebana reconhecemos o aspeto feminino Mut, a mãe dos deuses e do mundo, relacionada também com a deusa Sekhmet, a deusa leoa combativa e curativa, que representa os dois aspetos fundamentais da feminilidade de Mut. Essa Deusa surge das Águas Primordiais e traz à vida os mistérios da dimensão visível, que juntamente com Amón garantiam a manutenção da ordem cósmica e a sua projeção na Terra. A partir da décima oitava dinastia do Império Novo adquire importância o seu culto, substituindo em Tebas a deusa Amonet como esposa de Amón. Amonet, a deusa do Mistério, refere-se ao oculto, como deusa protetora e primordial, personifica o vento norte, que traz vida. Ela era representada como uma serpente, ou mulher com a cabeça de uma serpente, com a coroa vermelha do Baixo Egito em Tebas e sob a aparência de uma mulher com a cabeça de rã em Hermópolis, que juntamente com Amón e os outros três casais criadores geram todo o manifestado.

Continue lendo

Constituição Interna do Homem no Antigo Egito. O Coração

Juan Martín Carpio 0 1751

Para os antigos egípcios, o coração corresponde a dois conceitos, um é o coração-mente, e o outro o coração psico-emocional que influencia com as suas mudanças as batidas do coração físico. Em todo o caso, o coração representa a consciência em movimento. Estes mesmos conceitos também se encontram na antiga China, onde recebem o nome de fogo imperial e fogo ministerial, respetivamente.

Continue lendo