Diário de um filósofo…
O segredo oculto da minha outra vida

Faz agora 27 anos que partiste para a tua última viagem e, a reler o teu diário, apercebi-me que nada mudou tanto como desejavas. Debaixo da árvore frondosa que te viu nascer, muitas folhas mortas já cairam para deixar lugar a novos rebentos. Neste mundo horizontal, tudo muda de um dia para outro, nada é mais constante que a própria inconstância.

Read more