Pressione ESC para fechar

Ciência

Necessidade de Ecologia Política

Nos últimos anos comprovamos um interesse, a nível mundial, sobre a necessidade de harmonizar o Homem com a Natureza. Antigos preconceitos “religiosos”, unidos ao crescimento deformado da nossa civilização materialista degenerada, numa adoração aberrante do técnico–artificial e de um subjetivismo desumanizado, levaram-nos a este momento histórico altamente conflituoso e asfixiante, sumamente perigoso e com pressentimentos de um futuro apocalíptico. Imagem: Palácio de São Bento, Lisboa. Casa do Parlamento Português. Creative Commons

Amanhecer e Ocaso do Homem Tecnológico

Que importância teve a técnica no devir da Humanidade? Nos nossos dias, estamos imbuídos num culto à técnica, de tal maneira que calibramos os graus e excelências das civilizações com base nas suas técnicas mais ou menos avançadas. Nem todos os povos deram a mesma importância à técnica e é um erro observar as diferentes civilizações do ponto de vista do desenvolvimento, somente neste aspeto.

Pedra Filosofal

Aos mais jovens o título deste artigo evocar-lhes-á a obra de Harry Potter, o primeiro da heptalogia editado em 1997. A outros, aficionados das ciências herméticas, o Lapis Philosophorum, o fim e o segredo da Alquimia, capaz de transformar o chumbo em ouro e de com ela obter o elixir da imortalidade ou da eterna juventude.

O Ser Humano como coisa

Ver o Homem como coisa, como um pedaço de matéria animada, alterável, reprogramável, melhorável através do acrescento de peças ou da remoção e troca de partes, físicas ou psicológicas, é castrá-lo daquilo que realmente o faz humano: um ser com vontade, amor e inteligência, com um potencial infinito dentro de si, ainda por descobrir. Essa dimensão desconhecida, nas profundezas da sua subjectividade, esse mistério é aquilo que, tornado consciente, nos pode elevar desde sermos um pedaço de terra que olha o céu numa noite escura, até um pedaço céu que olha a terra para a iluminar.

O primeiro homem na América?

Tudo encaixava na perfeição, no final da última glaciação o mar tinha retrocedido o suficiente para que tivesse uma amplíssima passagem no atual estreito de Bering. O suficiente para que a hipótese se convertesse em teoria, e com uma ou duas gerações de estudiosos, em dogma inamovível. E ai de quem se atreva a atacá-lo!

A vida extraordinária das plantas

Conheça as descobertas científicas sobre a inteligência e comunicação no mundo vegetal. Para nós as árvores não têm olhos, ouvidos, coração, voz, nervos, pulmões, intestinos, sangue, cérebro, no entanto isso não é totalmente certo. As árvores são mais parecidas a nós do que pensamos, mas não do modo que poderíamos esperar.

Estudos anatómicos de Leonardo da Vinci

Uma das características muito particulares da aplicação dos estudos anatómicos de Leonardo, o que demonstra o seu olhar profundo que busca não só o entendimento das formas e da sua funcionalidade mas as causas que as movem, é o modo como os movimentos musculares e dos membros reflectem estados de alma.