Pressione ESC para fechar

caminho

Um Improvável Diálogo entre a Fé e a Razão

José Antunes 0 486

Esta história que vamos contar ocorreu há muito, muito tempo, tanto que o seu final ficou escondido pelas brumas dos séculos. Deambulavam pelos caminhos do mundo a Fé e a Razão num incessante, ininterrupto e constante movimento para chegarem a todos os recantos humanos. Passavam nos mais diversos locais habitados e demoravam-se ora aqui, ora ali, com variada intensidade de tempo. Como tinham de passar em imensos lugares, viajavam ligeiras, nunca a par ou ao lado uma de outra, antes uma após outra, primeiro uma depois outra, e primeiro a outra e depois a primeira, não juntas mas sempre perseguindo-se, ora uma, ora outra. Umas vezes estavam mais próximas entre si e outras, alongando-se os caminhos, ficavam muito distanciadas. Nunca se perdiam e até pareciam que competiam entre si. Quem chega primeiro? Quem prevalece mais tempo? Qual o caminho mais curto?

Continue lendo

Reflexões sobre a Doutrina Secreta

George Arundale 0 498

A Doutrina Secreta faz os seus leitores pensarem em si próprios. É um vai comigo para a consciência maior, em cada um de nós, e esta é uma das razões porque muitos não veem utilidade – as suas consciências maiores estão adormecidas e não estão em condições de despertar. É assim tão menos importante ler A Doutrina Secreta, e muito mais importante senti-la. Arriscaria duvidar se H.P. Blavatsky ela própria sabia sempre o que estava escrevendo, ou no mínimo compreendia muitas das implicações das palavras que escrevia. Duvido igualmente se ela estaria sempre preparada para dizer o seu significado. Certamente não podia, tendo em conta as imensas limitações de linguagem comparativamente mais jovens, e, no caso das línguas ocidentais, mais ou menos com o estágio particular que o mundo tinha alcançado. Inevitavelmente, ela vivia tempos obscuros.

Continue lendo

Voltar a Casa

Joana Simões 0 785

Quando chegamos a este mundo, esquecemos tanto as maravilhosas como as tenebrosas memórias vividas em outras vidas. Contudo, não esquecemos a experiência, o ensinamento. É esse ensinamento que se torna instinto ou intuição, dependendo do que estejamos a falar. Mas o que significa encarnar e voltar aqui? O que significa ter de voltar a conhecer o mundo maravilhoso que desabrocha perante os nossos olhos, sem que o possamos totalmente influenciar ou impedir? O que significa voltar para esta realidade, virtual ou não, em que existem tantos desafios, tantas provas, tanta dor? De onde vimos? Onde estamos? Para onde caminhamos? Que mais não é a vida que perguntas e respostas?

Continue lendo