Aberta novamente a pirâmide da misteriosa Rainha Khennuwa

A pirâmide da Rainha Khennuwa foi descoberta e escavada em 1922 por George Reisner. A documentação então obtida foi insuficiente, pelo que os arqueólogos da Missão do Qatar para as Pirâmides do Sudão (QMPS) solicitaram nova permissão para voltar a escavar este túmulo.

Sabe-se que este é o túmulo da rainha Khennuwa pelos hieróglifos encontrados. O espaço encontra-se a seis metros debaixo da pirâmide e foi datado como sendo do século IV a.C., não obstante ela ter reinado um século mais tarde, devendo ter sido construído para outra pessoa. O interior do túmulo está decorado segundo o estilo da XXV dinastia.

O programa QMPS surgiu para o estudo de 53 pirâmides da Núbia da área de Al Begrawiya, duzentos quilómetros a norte de Cartum (Sudão) e actualmente investiga cem pirâmides do misterioso reino de Kush (Meroe), e tem em vista a preservação do património dos faraós negros que governaram desde o século VII a.C., durante quatrocentos anos, o reino de Kush, no actual Sudão.

Fonte: Ancient Origins

Relacionados

Os Petróglifos Outro símbolo bastante presente nos petróglifos é a hacha ou machado, associado em todas as culturas ao raio e consequentemente à chuva e por isso com...
Herança Portuguesa em Malaca Se é verdade que o império português do oriente já não existe hoje, é também verdade que ainda é possível encontrar, nessas longinquas terras e de for...
A construção dos monumentos megalíticos A forma como foram construídos os megálitos constitui realmente um dos seus grandes enigmas, mesmo que oficialmente as explicações sejam dadas de modo...

Deixe um comentário

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscrever  
Notificação de